Riachos: clínica inicia programa que pode salvar pessoas em situação de paragem cardiorrespiratória

Riachos: clínica inicia programa que pode salvar pessoas em situação de paragem cardiorrespiratória

A UCARDIO, em Riachos, vai iniciar um programa de Desfibrilhação Automática Externa (DAE) “para melhorar a qualidade e segurança na assistência de cuidados médicos e simultaneamente no auxílio à população local em situações de súbita paragem cardiorrespiratória”, adianta a clínica em comunicado.

Em Agosto de 2012 tornou-se obrigatória a instalação de equipamentos de DAE em determinados locais de acesso público, nomeadamente nos estabelecimentos comerciais e desportivos de dimensão relevante, aeroportos, portos comercias e grandes estações ferroviárias e metropolitanas.

Entretanto é também dada a oportunidade a instituições privadas e públicas criem o seu próprio programa de DAE e neste pressuposto que a UCARDIO decide agora avançar para a implementação do seu próprio programa de DAE “sendo uma das primeiras clínicas não hospitalares do país a fazê-lo”, assegura o mesmo comunicado.

O director clínico da UCARDIO, o médico Cardiologista de Intervenção, Dr. Jorge Guardado, pretende que este equipamento seja não só uma mais-valia para melhorar a qualidade da actividade clínica da sua unidade mas também para o auxílio da população, uma vez que esta se encontra mesmo no centro da vila de Riachos, onde existe grande aglomeração de pessoas na rua. “O DAE e o treino de suporte básico de vida pode fazer a diferença entre a vida e a morte”.

Cerca de 20% das mortes em Portugal acontecem subitamente, 1 por cada mil habitantes/ano, a grande maioria dos casos, fora do meio hospitalar.

Partilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *