“Troquei Lisboa por Torres Novas e ganhei uma qualidade de vida muito superior”

“Troquei Lisboa por Torres Novas e ganhei uma qualidade de vida muito superior”

Ana Pais dos Santos – Gestora de Recursos de Saúde, 39 anos – Directora Geral da UCARDIO – Centro Clínico em Riachos, Torres Novas

A nossa política hidrográfica é algo que nunca entendi muito bem. As barragens e represas que eram para ser construídas nunca foram concretizadas. Muito se fala em poluição. Penso que estamos a melhorar lentamente e quero acreditar que nas gerações futuras se irá viver tendo como princípio básico a preocupação ambiental.

As maiores oportunidades profissionais e as infra-estruturas de grande envergadura estão centralizadas nas grandes cidades. No meu caso foi o inverso, saí de Lisboa para o concelho de Torres Novas onde consegui encontrar uma carreira profissional e uma qualidade de vida muito superior.

Como adulta nunca enviei postais de Boas Festas pelos Correios. É sempre por mensagem, chamada telefónicas ou através das redes sociais.

Já pensei comprar um carro dos eléctricos mas ainda não é a altura certa. No entanto, a minha preocupação com o ambiente é uma constante. No meu dia-a-dia sigo a política dos cinco érres (Responsabilidade, Redução, Reutilização, Reciclagem, Revolução), tento fazer algo mais pelo futuro dos meus descendentes.

Comecei a trabalhar em Setembro de 1999, com 19 anos. Entre os “part-time” que tive durante o ensino superior, e os vários anos de trabalho precário como professora das actividades extracurriculares no primeiro ciclo do ensino básico, mudei oito vezes de trabalho até encontrar um emprego que me preencheu completamente, que me motivou até para voltar a estudar, no qual estou há uma década.

Confesso que me tenho adaptado apenas por questões profissionais. No meu dia-a-dia se não estiver completamente concentrada escrevo com a grafia anterior.

Vim estudar para Torres Novas em 2000, acabei por criar as minhas raízes aqui. Apaixonei-me pela qualidade de vida, pelas pessoas, pela beleza da região. Estou feliz aqui. A nível pessoal e profissional sou uma pessoa realizada. Aqui consigo ter uma excelente qualidade de vida. O facto de conseguir levar os meus filhos ao infantário a pé, de os levar a passear sem medos, não passar horas presa no trânsito é algo que não tem preço. Do que sinto falta ao morar numa zona mais interior é da praia. Mas mesmo assim temos excelentes alternativas como as praias fluviais.

Pessoalmente não assisto a touradas, no entanto respeito. As nossas raízes existem não as podemos desconsiderar.

Para mim o grande acontecimento da região é a Festa da Bênção do Gado, em Riachos. As ruas todas adornadas representam a dedicação da população e do muito trabalho desenvolvido. Sem esquecer o cortejo, que é simplesmente magnífico. É uma festa que se realiza de quatro em quatro anos. Aqui ao lado, na Golegã, temos anualmente a Feira de S. Martinho.

Fonte: https://omirante.pt/omirante/2019-11-21-Troquei-Lisboa-por-Torres-Novas-e-ganhei-uma-qualidade-de-vida-muito-superior

Partilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *